domingo, 7 de agosto de 2011


Lá fora o jardim fascinante
Realmente muito inspirador.
O orvalho que caia das rosas pareciam
Lágrimas que brotam de um rosto repleto de felicidade.
A cena me inspirava um poema
Onde o lápis começava a desenhar belas rimas
Deslizadas entre as linhas de meu caderno,
Que formavam uma bela música com melodia
Suave e repleta de emoção.

Jessika de Sousa Macêdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário