quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Não há um dia em que não pense no que leva as pessoas, os brasileiros a terem tanta resistência em lutar por seus direitos. Talvez seja acomodação, talvez medo, talvez a falta de informação, ou até mesmo a junção disso tudo. 
Também sempre penso no porque que o poder público coloca tanta dificuldade em atender as necessidades do seu povo. Se eles estão lá para nos representar, porque não cumprir com o seu papel?! 
Por que que eles usam o dinheiro da nação para bens pessoais e não administram o dinheiro público de forma correta?! Me diz, me diz
São tantas as minhas indagações! Já tô é ficando doida o_O.
Ontem foi comemorado o dia da inDependência do Brasil. Um dia que deveria ser para a população colocar a mão na consciência e analisar o que tem ocorrido nos últimos tempos com o país. E não ver essa data como um feriado qualquer. Ver o que os eleitos estão fazendo, se estão cumprindo, fiscalizando, fazendo e executando projetos...ou jogando pôquer e tomando uísque.
A mídia também deveria ajudar a atiçar a criticidade das pessoas, mas a cada dia que passa ela vem deixando os telespectadores mais cegos e com menos criticidade, dando mais um pontinho aos políticos. É um verdadeiro complô das mídias, do poder público, das multinacionais contra a população. 
Me enoja tanto o que eles fazem com o país. Eles são realmente espertos. Fazem com que as pessoas tenham raiva de política, fiquem acomodadas e cegas para que possam fazer o que quiserem na administração do país. Então, para suprir as reais necessidades e acalmar os que começam a se exaltar, dão brinquedinhos tecnológicos, a moda, notícias de comoção pública, enfim, distrações que tirem o foco delas. só rindo mesmo
Eu sempre sonho com todos indo às ruas fazendo protestos, fazendo uma GRANDE revolução. Mas, enquanto algumas pessoas ainda dormem, vou me consolando com as pequenas mesmo. Afinal, "O simples bater das asas de uma borboleta, pode causar um tufão do outro lado do mundo".

Jessika de Sousa Macêdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário