sábado, 20 de outubro de 2012



Te procuro em meio a escuridão
De uma noite sem luar.
Guiado pela luz das estrelas
Tento encontrar o seu olhar.
Olhando para o céu e observando as nuvens
Vejo formas que se assemelham com as suas.
Formas bem desenhadas e perfeitamente esculpidas.
Nuvens que gostaria de navegar, de tocar.
Fecho os olhos e sinto as gotas de chuva
Que começam a cair em meu rosto.
Gotas escorrendo para a minha boca, sentindo
A doçura de teu beijo, a maciez de teus lábios, de tua pele.
Garota, onde estás agora?
Preciso do abraço e beijo teu.
Sentir o teu cheiro de pertinho
A tua pele encostando-se à minha.
Garota, não me diga adeus!
Quero ainda te sentir.
Quente e úmida. Fria e seca
Da maneira que estiver.
Sentir o teu cheiro de pertinho
Teu corpo rente ao meu
Sentir o gosto do teu beijo
A maciez de teus lábios
Garota, quero te sentir.

Jessika de Sousa Macêdo.