sexta-feira, 4 de janeiro de 2013


Na quietude das ruas
Posso escutar seu coração
Batendo acelerado e ritmado.
Observo a lua brilhante
E me encanto com você dormindo.
A noite está agradável e o céu claro,
Como a minha mente.
Que agora tem a certeza do que quer.
De quem quer.
Na quietude das ruas e na companhia
De meus pensamentos inquietos,
Sentindo o pulsar de seu corpo adormecido.
Corpo esse que o meu deseja
E que agora quer todas as noites.
Não apenas algumas noites,
Mas nas quentes e frias.
Ele a quer todos os dias e noites.

Jessika de Sousa Macêdo.

2 comentários:

  1. Oi, Jéssika, bom dia!!
    Lindo poema! Como a vida faz sentido quando estamos amando! Como aquela pessoa ao nosso lado se mostra insubstituível! Como ela se mostra a parte de nós que nos faltava. Até a lua brilhante, até a noite agradável, até a pessoa adormecida fala maravilhosamente ao nosso coração!
    Um beijo carinhoso
    Doces sonhos
    Lello
    P.S. - Seus poemas são lindos e fazem falta.

    ResponderExcluir
  2. Quando a gente encontra a pessoa certa, a pessoa que realmente faz nosso coração pulsar, a gente sente uma sensação incrível é como se pudéssemos tocar o céu e pisar nas nuvens.

    beijooo

    ResponderExcluir