segunda-feira, 31 de março de 2014



Ontem tive um dia de porre.
Mas não um dia de porre qualquer.
Tive um dia de porre emocional.
Tomei todo tipo de sentimento com gelo e sem gelo.
Alguns desciam queimando enquanto outros sugava com o canudinho.
Sentimentos confusos, quentes, gelados, de todos os tipos.
Todos acompanhavam lembranças.
Que eram claras, turvas, doces e amargas
E dançavam sincronicamente com o sentimento.
Hoje acordei com uma baita dor de consciência.
Na verdade, queria ter acordado assim.
Com consciência, clareza do que fazer
Mas acordei foi com uma baita dor de cabeça mesmo!
Quem sabe no próximo porre consiga a consciência.
Quem sabe consiga entender o que se passa por dentro..


Jessika de Sousa Macêdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário